bioplastia

bandeira da inglaterra para trocar idioma do site bandeira da espanha para trocar o idioma do site BR

Central de Atendimento

whatsapp





Certificões

Certificação CNPQ
Certificação ISO
Certificação empresa CNPq.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

Tratamento de Hiperidrose com Toxina Botulínica

O tratamento de hiperidrose com toxina botulínica consiste no bloqueio do neurotransmissor que estimula a produção de suor. A hiperidrose axilar é a ocorrência de suor excessivo que traz constrangimento e incômodo aos seus portadores. Por esse problema não ser tão conhecido é comum sua associação à falta de higiene e mau odor, o que causa desconforto social. No entanto, o suor excessivo não é obrigatoriamente acompanhado de mau cheiro e não pode ser controlado apenas com higienização. A hiperidrose também pode ocorrer em outras partes do corpo, como mãos, pés e couro cabeludo. O suor excessivo não é considerado uma doença pois não gera complicações na saúde do indivíduo.

nervo libera acetilcolina que estimula a atividade da glandula sudoripara provocando hiperidrose que pode ser evitada com botox

O suor é produzido pelas glândulas sudoríparas mediante estímulo cerebral enviado por um neurotransmissor chamado acetilcolina. A toxina botulínica age evitando que o nervo libere esse neurotransmissor, reduzindo assim a atividade das glândulas, que passam a produzir menos suor.

Toxina botulínica para o tratamento de hiperidrose

Uma das técnicas utilizadas para amenizar a hiperidrose axilar é a aplicação de toxina botulínica. A adoção de procedimentos não cirúrgicos ajuda a aliviar o desconforto da hiperidrose e possibilita tempo reduzido de recuperação quando comparado a cirurgia de simpatectomia. A substância age reduzindo a comunicação entre o sistema simpático e as glândulas sudoríparas, dificultando seu funcionamento e a produção de suor.

Leia também: Hiperidrose nas mãos e pés
Hiperidrose no couro cabeludo
Hiperidrose cabeça
Hiperidrose axilar sem cirurgia


Clínica Maison Leger Porto Alegre