bioplastia

IN ES BR

Central de Atendimento

AGENDAR CONSULTA

De segunda a sexta-feira, das 8h às 20h. Sábado, das 9h às 14h.

Certificações

Certificação CNPQ
Certificação empresa CNPq.

Receber Notícias

E-mail:
Nome:

MonaLisa Touch para o tratamento de atrofia vaginal

MonaLisa Touch é um tratamento a laser para amenizar os sintomas de atrofia vaginal, ressecamento, flacidez e incontinência urinária que acometem as mulheres com a chegada da menopausa e a diminuição da produção de estrógeno. A atrofia urogenital também pode estar ligada ao tratamento de alguns cânceres ginecológicos.

Atrofia vaginal é caracterizada pelo afinamento gradual dos tecidos epiteliais genitais, que perde a sua rugosidade, o que torna a região mais frágil, irritável e exposta a trauma. Contribuem também para as alterações no tecido, a diminuição do fluxo sanguíneo e de glicogênio celular, molécula de glicose responsável por armazenar energia e que contribui para o equilíbrio da flora vaginal. A falta de estrógeno dificulta o fluxo sanguíneo como um todo, provocando dilatação nos vasos, aumento de nódulos nas veias e diminuição da reprodução celular, fatores que contribuem não só ao alisamento do tecido vaginal, como também a vasocongestão localizada que dificulta o orgasmo.

O estrógeno é o hormônio feminino responsável por todas as características que diferenciam o corpo da mulher do corpo do homem. Com isso, além das alterações no tecido, a falta deste hormônio ocasiona outros problemas de ordem fisiológica e funcional, como: ressecamento vaginal, redução de secreção, irritação, inflamação, sensação de ardor, coceira, vasocongestão localizada, secreção vaginal anormal (leucorreia) e aumento de nível do pH. Outra razão para o alisamento do tecido vaginal é a redução de colágeno nas células, problema que também pode ser amenizado com o Monalisa Touch, assim como: redução de lactobacilos vaginais e aumento de antagonismo microbiano, que caracterizam o desequilíbrio da flora; e a sensibilidade das paredes vaginais à fricção e estresse mecânico, o que causa dor durante e após o ato sexual.

Através de um procedimento minimamente invasivo, o tratamento para atrofia vaginal com Monalisa Touch colabora para a estimulação local com laser CO2 fracionado. Ao emitir feixes de luz 360° o aparelho permite um tratamento uniforme, rápido, indolor e que não necessita de anestesia.

O procedimento consiste na ativação dos fibrócitos, que quando estimulados transforma-se em fibroblastos, células produtoras de colágeno e elastina. Os fibroblastos por sua vez sintetizam os proteoglicanos, proteínas que fazem parte da estrutura do tecido conjuntivo. É dos proteoglicanos a função de armazenar água, devolvendo a hidratação e reduzindo a secura vaginal. O colágeno formado utiliza essa água para manter-se bem estruturado, colaborando para a sustentação da matriz do tecido. Esta recomposição estrutural permite a normalização do fluxo sanguíneo, ajudando a devolver a rugosidade pré-menopausa, permitindo a regeneração da mucosa e o fim da flacidez vaginal.

A aparência final assemelha-se ao período reprodutivo, incluindo lubrificação e o aspecto rosado e enrugado. Os efeitos do tratamento com Monalisa Touch podem ser sentidos em torno de um mês após o procedimento. Quando, na redução dos diversos sintomas, pode ser percebidos, por exemplo, uma diminuição de até 60% na coceira e 55% na sensação de queimação e ardência após uma única aplicação. Na sequência do tratamento, a evolução permite melhora de até 65% das dores durante e após o ato sexual, conhecidas como dispareunia, com uma segunda sessão. Dependendo da gravidade de cada caso, uma terceira aplicação pode ser realizada, podendo chegar à regressão de até 90% da flacidez vaginal.

Problemas de contenção urinária necessitam de um tratamento completo para que haja uma melhora sensível que pode chegar a 69% com três sessões. A dificuldade de funcionamento do sistema urinário, juntamente com a atrofia da mucosa vaginal causam perturbações nas sensações genitais, implicando em falta de libido e ausência de orgasmo, interferindo na qualidade de vida e afetando relacionamentos.

Monalisa Touch vem ganhando evidência no tratamento para atrofia vaginal devido a sua simplicidade frente a processos como a TRH (Terapia de Reposição Hormonal), Terapia Hormonal Localizada, fitoestrógenos e cirurgia ginecológica, processos mais lentos e que incorrem em ingestões de hormônios que podem trazer diversos outros prejuízos, incluindo a possibilidade de câncer.

Com a menopausa e as consequentes falta de apetite sexual, redução do bem-estar e da qualidade de vida, muitas mulheres tinham sua rotina drasticamente mudada por volta dos 50 anos. O tratamento para atrofia vaginal do Monalisa Touch feito com CO2 fracionado colabora para que esta mudança não seja tão drástica.

 


clinica leger s�o paulo Clinica Leger Moema São Paulo

 

Clínica Maison Leger Porto Alegre
Clínica Leger Rio de Janeiro
Clínica Leger Recife